Duvida em relação a Rede sem Fio

Oi Gilberto. Tenho um pequeno escritório e estou pensando em montar uma rede sem fios. Surgiram as seguintes dúvidas: Wireless pode ser usado como rede total de uma empresa? É recomendável? O padrão 802.11b/g sofre muita interferência? O sinal wireless atravessa ou não obstáculos?

Jefferson – Vitória (via Internet)

Bom dia Jefferson. As Redes em Fio podem sim ser utilizadas como a única rede da empresa. Você deve apenas verificar se quantidade de estações ou aplicações que irão trafegar pela rede para evitar a sobrecarga no sistema. A grande vantagem no seu uso é a mobilidade que elas permitem, aliado ao fato de ser desnecessária qualquer infraestrutura para sua instalação.

Tanto os padrões “b” e “g” transmitem na frequência de 2.4Ghz. Esta frequência não é tão “limpa” como gostaríamos. Temos uma quantidade cada vez maior de dispositivos que usam 2,4GHz em funcionamento. Outras fontes potenciais de interferência são os fornos de microondas (que geram ondas exatamente na freqüência de 2.4Ghz), alguns telefones sem fio e babás eletrônicas. Estude a possibilidade de utilizar o padrão 802.11n que usa a frequência de 5GHz.

O Sinal das Redes sem Fio atravessem sim paredes e outros obstáculos. Alguns absorvem mais sinal e outros bem pouco. Desta forma, dependendo do tipo de parede existente no seu escritório (lajota, bloco estrutural, gesso ou divisórias), o alcance da rede sem fio será maior ou menor. Para ter certeza se a rede irá funcionar, o ideal é fazer um teste “in-loco”, ou seja, levar o equipamento no local para verificar a intensidade de sinal e interferências encontradas.

(GS)

Gilberto Sudre

Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Professor do IFES e coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense.. Coordenador do Cisco Academy Support Center Ifes-ASC. Instrutor da Academia Cisco. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Professor da EMERJ – Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro no Curso de Aperfeiçoamento de Magistrados – Cibercrimes. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA – High Technology Crime Investigation Association. Membro do Comitê Técnico CB21/CE27 – Tecnologia da Informação – Técnicas de Segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas técnicas). Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Comentarista de Tecnologia da CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge