Escolhendo sua nova TV

 

Ano de copa do mundo e muitas famílias aproveitam para trocar suas TVs por novos modelos mais modernos. Olhando os lançamentos recentes estas atualizações fazem sentido quando verificamos as novas tecnologias que os aparelhos novos possuem.

Para evitar compras erradas vamos conhecer algumas destas tecnologias.

Vamos começar com novidade que tem chamado mais a atenção, a possibilidade de exibição de imagens em 4K. As TVs de tela plana normalmente seguem o padrão Full HD ou cada quadro (imagem) possui 1920 pontos na horizontal e 1080 pontos na vertical sendo um total de 2.073.600 por imagem. Achando que isto era pouco os fabricantes criaram o padrão Ultra High-Definition (UHD, Ultra Alta Definição) ou também conhecido como 4K. Neste padrão cada imagem tem 3840 pontos na horizontal e 2160 pontos na vertical totalizando quatro vezes a resolução de uma tela Full HD. O resultado é uma imagem com mais detalhes e mais nítida.

A pergunta que fica é, mas vou ter filmes na resolução de 4K para assistir? Ao contrário da tecnologia de 3D que foi lançada e não “pegou”, no caso do 4K as coisas parecem estar acontecendo de forma diferente. A Amazon, Hulu, Netflix e YouTube já começaram a produzir e transmitir conteúdo em 4K. Como a compra de uma TV é algo para durar alguns anos o investimento nesta tecnologia parece uma boa opção (é claro se a diferença de preço entre o modelo de TV escolhido com ou sem 4K não for nada absurdo).

Outra dúvida comum está na escolha entre telas planas ou curvas. De acordo com diversos testes realizados com expectadores e estes dois modelos de TV as telas curvas proporcionam um melhor campo de visão, causando menor cansaço visual e maior imersão ao assistir filmes e conteúdos. Assim, se couber no bolso, as telas planas também podem agradar.

Como as TVs acabam recebendo o sinal de muitos dispositivos externos é bom ficar de olho nas entradas. Escolha aparelhos com no mínimo duas entradas HDMI. Para quem gosta de conectar o PC à TV, é importante avaliar se a conexão VGA está disponível. Conexões USB também são interessantes caso você queira conectar um HD externo ou Pen drive com fotos ou vídeos.

Verifique se a televisão permite conexão à internet. Se o recurso estiver disponível, é possível assistir filmes e séries através de aplicativos diversos, geralmente já pré-instalados. Um ponto fundamental antes de comprar uma TV é ver quais os tipos de conexão com a Internet ela possui. Observe se ela tem Wi-Fi embutido, importante para quase todas as funções inteligentes, como abrir aplicativos, redes sociais, navegação web ou até abrir suas notícias na TV.

Agora você pode escolher sua nova TV.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor e Pesquisador da FAESA – Centro Universitário e IFES - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense - LABSEG. Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA - High Technology Crime Investigation Association. Liderança do Singularity University - Vitória Chapter. Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Articulista do Jornal A Gazeta. Autor do Blog Conexão Digital. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.