Escolhendo um pack de bateria externo

 

A autonomia da bateria em dispositivos móveis é uma das grandes limitações no uso destes aparelhos. Quem nunca ficou sem bateria em seu Smartphone e longe de uma tomada elétrica? Pois uma solução para estes momentos é o uso de baterias externas. Pequenos (alguns nem tanto) acessórios que podemos levar energia extra para os celulares e tablets. A questão é como escolher um deles.

A primeira dúvida é interpretar o que significa o número na mAh ou “miliamperes-hora”. Esta é a unidade que indica a quantidade de carga que a bateria externa consegue armazenar e fornecer para o dispositivo móvel. Esta capacidade deve estar de acordo com o seu Smartphone. Vamos entender este cálculo.

Supondo seu seu Smartphone tenha uma bateria interna de 2500 mAh. A bateira portátil para poder carregá-lo completamente pelo menos uma vez, precisará ter, no mínimo, os mesmos 2500 miliamperes-hora de capacidade. Já uma bateria de 10 mil miliamperes-hora poderá fornecer quatro cargas completas no seu dispositivo.

A capacidade da bateria externa está normalmente descrita nas características do acessório, e onde descobrir a capacidade da bateria interna do Smartphone? Faça uma busca no manual do seu Smartphone ou uma rápida pesquisa na Internet com termos como “bateria interna” mais o modelo do seu celular.

Antes de escolher e comprar a bateria externa precisamos tomar alguns cuidados. A bateria pode ser tornar um item perigoso de se manipular se a escolha não for bem feita, os riscos são grandes como causar algum dano físico a você, com uma explosão ou incêndio, ou mesmo ao seu aparelho.

Para ter certeza de que o produto que você pretende comprar passou por testes rigorosos e não traz riscos, procure sempre o selo de homologação da Anatel.

Nas baterias de qualidade você ainda pode ter uma estimativa da vida útil do acessório onde consta no manual a quantidade de ciclos de carga e descarga completa da bateria.

Antes de comprar preste atenção se a bateria que você escolheu traz todos os cabos necessários para carregar seus dispositivos; se não vier, é um gasto a mais que você terá de fazer.

Não se esqueça de descartar as baterias que não funcionam mais em local adequado e nunca no lixo comum.

As baterias externas são realmente uma mão na roda mas precisa de cuidados na sua escolha, uso de descarte.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor e Pesquisador da FAESA – Centro Universitário e IFES - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense - LABSEG. Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA - High Technology Crime Investigation Association. Liderança do Singularity University - Vitória Chapter. Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Articulista do Jornal A Gazeta. Autor do Blog Conexão Digital. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.