Férias: a Internet pode ajudar mas é importante tomar cuidado

Verão, férias e viagens… pois isto já significou distância da Internet. Hoje isto não é mais verdade. Dependemos de muitas informações e serviços que só podemos realizar pela “net”. Como fazer neste caso? Se você levou o seu computador, mesmo sob protestos de toda a família, a saída é procurar um ponto de acesso sem fio.

Caso tenha deixado seu micro em casa, procure locais que permitam o acesso à Internet como: Terminais Públicos, Cibercafés e LanHouses.

Nestas situações a preocupação deve estar voltada para a segurança no acesso e senhas utilizadas. Veremos que, com alguns pequenos cuidados, podemos melhorar a segurança e diminuir o risco de sermos “clonados”.

Todas as senhas que digitamos em um terminal podem ficar gravadas no equipamento, permitindo que terceiros vejam estas informações. Assim, tenha um cuidado redobrado ao acessar informações que necessitem de senhas, por exemplo, contas de bancos ou e-mail. Dê preferência a serviços que utilizem o protocolo SSH. Aqueles onde é exibido um cadeado fechado no canto inferior direito do seu navegador. Para estes serviços evite os terminais públicos pois nunca se sabe se existe algum programa espião instalado no computador.

Ao terminar o acesso, limpe a área de temporários e cookies do programa navegador da Internet. Para o Internet Explorer vá no menu “Ferramentas” > “Opções da Internet“ e clique nos botões de limpeza de cookies, histórico e arquivos. No caso do Firefox, entre no menu “Ferramentas” e depois clique em “Limpar dados pessoais” ou uitilize a sequencia de teclas Ctrl + Shift + Del.

Se você vai fazer acesso à “net” por um hotspot (ou rede sem fio) tenha instalado em seu computador um Firewall pessoal (Zone Alarm http://www.zonealarm.com) e um anti-vírus atualizado (AVG http://www.avgbrasil.com.br, Avira http://www.avira.com ou Avast http://www.avast.com). Aproveite e desabilite qualquer compartilhamento de arquivos, diretórios ou impressoras.

Por último, uma recomendação muito importante nos dias de hoje. Ao digitar suas senhas, verifique se existem pessoas olhando para o teclado do computador tentando “ver” as teclas acionadas.

Agora é viajar tranquilo e ter acesso as suas informações com segurança.

Gilberto Sudré


Gilberto Sudre

Professor e Pesquisador da FAESA – Centro Universitário e IFES - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense - LABSEG. Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA - High Technology Crime Investigation Association. Liderança do Singularity University - Vitória Chapter. Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Articulista do Jornal A Gazeta. Autor do Blog Conexão Digital. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.