Hábitos nada saudáveis no mundo da Tecnologia

Os hábitos são ações ou comportamentos que fazemos quase sem pensar. Pois estas ações, quando inadequadas, podem trazer complicações para o nosso dia a dia. No mundo da tecnologia não é diferente e atitudes que fazemos na pressa podem causar causar problemas bem complicados de se resolver.

Quem já não usou aquela senha “padrão” na hora de fazer o cadastro em um site na Internet por pressa ou preguiça pensando “Ahh.. depois eu mudo”? Na curiosidade clicou no link dentro em um e-mail supostamente enviado pelo seu amigo(a) sem nem verificar a procedência? Pois estes e alguns outros hábitos que descrevo a seguir podem gerar boas dores de cabeça.

Um dos comportamentos mais perigosos é não fazer backup de seus dados. Discos como CDs, DVDs e principalmente os HDs e Pen-drives falham. Quanto a isto você pode ter certeza. Então, não fazer duas, três ou mais cópias de suas informações é ter a garantia de que você vai perdê-las em algum momento (não estou desejando isto a você mas são coisas da vida). Outra questão importante e não guardar todos os backups em um mesmo local.

Uma opção é salvar as informações em serviços de backup na nuvem (mesmo assim ter uma cópia extra não é demais). Pensamento neurótico? Pode ser mas como disse Paul Otellini, CEO da Intel, no mundo da Tecnologia só os neuróticos sobrevivem.

Os notebooks também sofrem com atitudes que tomamos em nosso dia a dia como por exemplo deixá-lo no carro enquanto vamos a algum local. Além do risco de assalto ao carro caso o ladrão veja você “acomodando” o micro no banco de trás, as altas temperaturas alcançadas no interior do automóvel quando o mesmo fica ao sol pode encurtar significativamente a vida útil das baterias.

Andar com o notebook ligado por um espaço curto (de uma sala para outra) não tem problemas graves mas vejo pessoas que usam seus computadores em ônibus ou carros. Isto é uma péssima ideia! Neste caso o risco está em danificar o disco rígido com solavancos ou freadas. Para precisa usar o computador nestas situações existem os equipamentos que possuem discos SSD (Solid State Drive – discos feitos com memória flash).

Outro habito comum e não menos perigoso é usar o notebook apoiado em camas ou superfícies macias como travesseiros, almofadas, edredons ou similares. O risco aqui está no bloqueio das entradas e saídas de ar e com isto provocar o superaquecimento do equipamento. Isto sem falar nas dores nas costas e um possível torcicolo. Assim, procure colocar o micro sobre uma superfície rígida. O processador e os componentes internos agradecem.

Mesmo com todas as ameaças da Internet alguns usuários ainda insistem em não usar um Antivirus e Firewall pessoal ou quando usam simplesmente não o atualizam (o que é quase a mesma coisa). Parece incrível mas não é pois eu vejo isto quase todo dia. Então, use estas ferramentas de proteção e não esqueça do seu celular pois ele já entrou na lista dos alvos dos atacantes virtuais.

Adote hábitos saudáveis para você e seu computador. Assim como na vida real, na vida virtual isto pode evitar grandes dores de cabeça.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES - IFES. Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança Digital e Computação Forense. Coordenador do Laboratório de Segurança Digital e Perícia Computacional Forense – LABSEG. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Instrutor na disciplina de Perícia Computacional Forense da Academia de Polícia Civil do ES – ACADEPOL. Instrutor da Academia de Computação Forense Livre. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro do Grupo de Pesquisa – Justiça e Direito Eletrônicos – GEDEL. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta. Articulista do Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil e Portal iMasters. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet e Processo Judicial Eletrônico.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

1 Comentário

  1. Manoel Jr

    Post legal, abordando bastante coisa de forma geral, e por conta disso, venho somente a acrescentar que além da preocupação com senhas de maior complexidade, mudá-las de tempo em tempo, pois como um amigo meu (Dave James) diz: “com uma certa frequencia da mesma ação, acaba tornando-a um hábito”.
    Abraço e nos vemos na aula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge