HDMI: Vídeo e áudio de alta qualidade

Áudio e vídeo de alta qualidade não são mais uma novidade no mercado de eletrônicos domésticos. Sua popularidade foi definitivamente estabelecida com o surgimento da TV Digital e dos tocadores de DVD do padrão Blu-ray.

Para interligar sintonizadores de TV Digital, tocadores de Blu-ray e PCs com TVs de alta definição foi criado um novo tipo de conexão, a chamada HDMI (High-Definition Multimedia Interface) ou interface multimídia de alta definição. Esta é uma interface totalmente digital que consegue transmitir vídeo e até 8 canais de áudio, simultaneamente, sem perda de qualidade, ao contrário das outras formas de conexão como Radio Frequência, Cabo coaxial, Vídeo composto, S-Video e Vídeo componente.

A grande vantagem desta conexão está em ser digital, assim os sinais de áudio e vídeo, não precisam ser convertidos para analógico e depois retornar para o formato digital perdendo assim qualidade e estando sujeitos a ruídos e interferências.

O que pouca gente sabe é que o HDMI não é um único padrão e que existem muitas versões diferentes para esta interface.

A primeira versão do HDMI é a 1.1 e possui suporte apenas para o padrão básico de áudio e vídeo para DVD. Na versão 1.2 foi incluído o suporte para a conexão de PCs às TVs de alta definição. A versão 1.3 do HDMI passou a permitir a transmissão de dados em velocidades de até 10.2Gbit/s (340MHz) o que significa melhor reprodução de cores e sons.

A mais nova versão desta interface é a 1.4. Agora o HDMI suporta telas com resoluções de até 4096 x 2160p, pode ser utilizada como um canal de transmissão de dados de alta velocidade como a rede Ethernet e já está preparada para a nova onda que vem por aí, a transmissão de imagens em 3D.

A partir da versão 1.3 foram criadas duas categorias para os cabos que interligam os equipamentos. O cabo de categoria 1, também conhecido como cabo padrão, que transmite sinais de até 74.25 MHz e o cabo de categoria 2, conhecido como cabo de alta velocidade, para transmissão de sinais de até 340 MHz. Ou seja para tirar proveito de todas as vantagens de uma interface HDMI versão 1.3 ou 1.4 é necessário o uso de cabos de categoria 2.

Uma pergunta frequente é qual o tamanho máximo de um cabo HDMI? O tamanho máximo usualmente adotado pela indústria é de 10 metros mas existem adaptadores que permitem o uso de cabos maiores.

Agora, antes de adquirir seu Home Theater, tocador de Blu-ray, TV Digital ou cabos de interligação é bom ficar de olho nas versões de cada interface HDMI para que você obtenha a melhor imagem e áudio que seus equipamentos permitem.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES - IFES. Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança Digital e Computação Forense. Coordenador do Laboratório de Segurança Digital e Perícia Computacional Forense – LABSEG. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Instrutor na disciplina de Perícia Computacional Forense da Academia de Polícia Civil do ES – ACADEPOL. Instrutor da Academia de Computação Forense Livre. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro do Grupo de Pesquisa – Justiça e Direito Eletrônicos – GEDEL. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta. Articulista do Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil e Portal iMasters. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet e Processo Judicial Eletrônico.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge