Monitorando o seu acesso a Internet?

Quanto mais a Internet faz parte do nosso dia a dia, mais serviços passamos utilizar da rede mundial. Além dos tradicionais serviços de e-mail, navegação WEB e mensagens instantâneas também podemos realizar ligações telefônicas (VoIP) ou ver nosso interlocutor pela Internet através das Videoconferências.

Todas estas funções resultam em mais informações enviadas e recebidas através do acesso à Internet. Isto explica a busca, pelos usuários, de conexões de alta velocidade.

A partir do dia primeiro de novembro deste ano os provedores Internet estão obrigados a entregar para os seus clientes no mínimo 80% da velocidade contratada na média mensal e não menos de 40% da velocidade contratada na medição instantânea. Estes percentuais valem tanto para taxa de download (dados recebidos) quanto para upload (dados enviados). Assim, quem contratou um acesso de 10Mbps não pode receber menos de 8Mbps de taxa média mensal de transmissão e menos de 4Mbps de taxa instantânea de transmissão.

Mas como ter certeza de que o acesso contratado fornece a velocidade mínima estabelecida? Será que seu provedor realmente fornece a velocidade regulamentar?

Para responder a estas perguntas já existem alguns locais na própria Internet que dispõem de testes para avaliar a navegação, e podem dar uma dica de como está a velocidade da sua conexão.

A medição oficial da velocidade da Internet é feita no site Brasil Banda Larga (http://www.brasilbandalarga.com.br). Este site está sob responsabilidade da Entidade Aferidora da Qualidade que foi criada em atendimento à Resolução Anatel 574 e 575 de 28 de Outubro de 2011, como parte do processo de aferição dos indicadores de qualidade das redes de telecomunicações que suportam o acesso à internet em Banda Larga fixa e móvel no Brasil.

Outra opção é o Simet (http://simet.nic.br/) que mede o tráfego de forma independente dos provedores. As informações coletadas pelo Simet permitem a geração do mapa de velocidades da Internet no Brasil que pode ser acessado pelo site (http://simet.nic.br/mapas/).

Antes de fazer qualquer avaliação desative todos os programas que utilizam a Internet pois o funcionamento destes aplicativos podem afetar o resultado dos testes.

Se a dúvida é a qualidade do acesso a Internet a partir do seu smartphone o aplicativo gratuito Speed Test é a resposta. Baixe o programa através do Android Market e faça o teste de velocidade de acesso a Internet de sua operadora de celular.

É bom lembrar que as velocidades podem variar bastante conforme o horário do dia ou dia da semana. Assim, sugiro que você faça vários testes em momentos diferentes para ter uma avaliação precisa e que reflita a sua realidade.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor e Pesquisador da FAESA – Centro Universitário e IFES - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense - LABSEG. Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA - High Technology Crime Investigation Association. Liderança do Singularity University - Vitória Chapter. Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Articulista do Jornal A Gazeta. Autor do Blog Conexão Digital. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.