Montando seu escritório em casa

É cada vez maior o número de profissionais que escolhem novas formas de conduzir suas carreiras, montando seu local de trabalho em casa, longe do ambiente corporativo. É o chamado “home office”. Esta mudança de comportamento é decorrente da busca por maior liberdade no desenvolvimento de suas atividades ou devido a reestruturações nas empresas, o que gera uma nova relação entre empregado e empresa.

As vantagens desta nova forma de trabalho são inúmeras, como: flexibilidade de horários, autonomia, melhora na produtividade e o fim dos engarrafamentos ou dos longos períodos de deslocamento. Apesar deste comportamento não ser possível para alguns profissionais, como médicos por exemplo, o fato é que está cada vez mais comum separar um espaço dentro de casa e transformá-lo em um local de trabalho.

Na montagem do seu escritório em casa é preciso estar atento a alguns detalhes e utilizar a tecnologia a seu favor pois ela pode facilitar muito a sua vida.

O passo inicial é separar um local tranquilo, confortável e isolado do restante da casa já que, nas horas em que você estiver “trabalhando”, não vai querer ser interrompido por assuntos “domésticos”.

A seguir, você vai precisar montar uma infraestrutura adequada para executar o seu trabalho. Para começar, é fundamental um bom acesso à Internet, se possível em Banda Larga. Principalmente se você pretende utilizar aplicativos como o Skype ou serviços de mensagens instantâneas como o Google Talk ou MSN. Todas são boas opções para a redução de custos de comunicação.

Ainda sobre a infra estrutura, caso você tenha mais de um computador, você vai precisar de uma rede para conectá-los. Se mobilidade ou flexibilidade são importantes, monte uma rede sem fio (Access point e placas de rede). Se preferir a solução tradicional, use cabos, placas de rede e um switch.

Outros equipamentos podem ser necessários para seu trabalho como scanners, impressoras ou copiadoras. Você pode escolher equipamentos separados ou os chamados multifuncionais, que reúnem em um só produto duas ou três características. Não se esqueça de que é necessária uma boa instalação elétrica, estabilizada e aterrada, e em alguns casos um no-break, para “alimentar” tudo isto.

Apesar das inúmeras vantagens de mudar seu escritório para casa, uma questão deve ser observada com atenção: a dificuldade de separar o que é trabalho e residência. Assim, reserve um tempo para cada um deles e não deixe que um interfira no outro. Neste caso a palavra de ordem é disciplina.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES - IFES. Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança Digital e Computação Forense. Coordenador do Laboratório de Segurança Digital e Perícia Computacional Forense – LABSEG. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Instrutor na disciplina de Perícia Computacional Forense da Academia de Polícia Civil do ES – ACADEPOL. Instrutor da Academia de Computação Forense Livre. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro do Grupo de Pesquisa – Justiça e Direito Eletrônicos – GEDEL. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta. Articulista do Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil e Portal iMasters. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet e Processo Judicial Eletrônico.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

4 Comentários

  1. Um escritório não é nada mal, isso depende se for pra alguma afinalidade.

  2. Parabéns pelo artigo
    Cada vez mais temos pessoas entrando no home office, mas sem o preparo da organização. Que vale ouro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge