Vai as compras? Então antes dê uma olhada nestas dicas

Estamos quase no final de ano. As vitrines das lojas convencionais e virtuais já começam a ficar de “roupa nova” com as decorações natalinas. Como bons internautas que somos também vamos dar uma passadinha nas lojas on-line para saber das novidades e promoções que sempre aparecem nesta época.

Para evitar dores de cabeça e que Papai Noel não seja sinônimo de problemas na compra dos presentes on-line, vamos a algumas dicas de como proceder.

O primeiro passo é identificar o site, ou loja virtual, para saber se eles têm CNPJ, razão social e estão legalmente estabelecidos. Desconfie de sites onde a única forma de contato é um e-mail ou celular.

Como você provavelmente vai ter que enviar para o site seus dados pessoais como nome, endereço e número de cartão de crédito, fique atento à forma de comunicação disponível para isto. Os sites devem oferecer pelo menos a criptografia SSL. Aquela onde o endereço da página começa com “https” e que quando carregada exibe um cadeado fechado no canto direito inferior do navegador. É interessante que você clique neste cadeado e verifique se a identidade do site está válida e foi emitida e certificada por um cartório digital conhecido como: Certisign, Serasa ou Serpro.

Muitas lojas solicitam que você informe uma senha pessoal para sua identificação. Trate esta senha com cuidado pois ela diz para a loja que é você que está fazendo as compras. Escolha uma senha de no mínimo 7 dígitos e mantenha sigilo sobre ela.

Não deixe de olhar a política de privacidade da loja virtual. Normalmente um link no rodapé da página. Neste local a loja declara como vai tratar as informações pessoais enviadas por você e esclarece questões como: se ela pode ou não utilizar estes dados para outros fins ou mesmo repassar estas informações para terceiros.

Na hora de escolher o produto, verifique as especificações técnicas e veja exatamente o que está incluído no que você está comprando. Veja no exemplo das câmeras digitais. É comum que não estejam incluídas as memórias, ou caso venham acompanhadas do produto sejam de baixa capacidade, o que obriga, na maioria das vezes a compra de expansões posteriormente.

Para todas estas questões, utilize a flexibilidade da Internet a seu favor. Vá a outras lojas virtuais e compare preços, características técnicas, formas de pagamento e o que é oferecido em cada situação.

Como seguro morreu de velho, tal qual nas lojas convencionais, guarde registro de tudo. Seja e-mails que você recebeu ou mesmo cópias das telas com as informações que você preencheu ou com as promoções. Tudo isto vai facilitar muito na hora de resolver algum problema.

Para outras informações consulte a cartilha do e-Consumidor no site http://www.camara-e.net/cartilha.

Agora é sair ou navegar para as compras.

Gilberto Sudre

Gilberto Sudre

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES - IFES. Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança Digital e Computação Forense. Coordenador do Laboratório de Segurança Digital e Perícia Computacional Forense – LABSEG. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Instrutor na disciplina de Perícia Computacional Forense da Academia de Polícia Civil do ES – ACADEPOL. Instrutor da Academia de Computação Forense Livre. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro do Grupo de Pesquisa – Justiça e Direito Eletrônicos – GEDEL. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta. Articulista do Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil e Portal iMasters. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet e Processo Judicial Eletrônico.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge