Você sabe realmente por onde navega?

Ao contrário do que a maioria dos internautas acredita, as principais ameaças virtuais não estão mais em e-mails com anexos maliciosos, mas sim em sites contaminados. Uma pesquisa recente na Internet indicou que a web representa atualmente 85% das fontes de infecções de computadores.

Como se não bastasse este resultado assuntador, a pesquisa ainda afirma que a maioria dos sites maliciosos são considerados seguros e legítimos pelos usuários.

Os cibercriminosos se aproveitam de técnicas especiais para colocar estas páginas suspeitas nas primeiras posições de busca no Google, principalmente quando há uma grande quantidade de pesquisas por termos populares como eventos de grande repercussão nacional ou mundial (por exemplo desastres naturais).

Para evitar este problema alguns fabricantes criaram ferramentas que nos permitem saber onde estamos “clicando”, identificando os links presentes em páginas web ou e-mails.

O Netcraft Toolbar (http://toolbar.netcraft.com/) é um bom exemplo. Este aplicativo gratuito foi desenvolvido pela empresa inglesa Netcraft que atua no segmento de segurança da informação.

Depois de instalado o Netcraft Toolbar aparece como uma barra de ferramentas do navegador Internet Explorer e avisa quando o site acessado é falso ou contêm alguma ameaça virtual. Outro recurso da ferramenta é a exibição, em tempo real, do local onde está hospedado o site e o país de origem. Isto permite a você identificar páginas com origens “estranhas”, como por exemplo www.bb.com.ru (será que o Banco do Brasil tem um site hospedado na Rússia??). Ela também evita o acesso a páginas com comportamento suspeito, além de bloquear as irritantes janelas de Pop-up que teimam em aparecer sem você solicitar.

Uma outra opção para este tipo de proteção é o SpoofStick (http://www.spoofstick.com/). Esta ferramenta, também gratuita, é instalada como uma extensão do navegador Internet e identifica automaticamente sites falsos. Durante a navegação, basta que você passe o mouse sobre o suposto link do site para que o SpoofStick avise se o endereço aponta mesmo para o destino indicado ou se vai para um local suspeito.

O SpoofStick, além de ser muito fácil de ser utilizada possui a vantagem de ser compatível com os navegadores Internet Explorer e Mozilla Firefox.

Fique atento aos sites por onde você navega pois a proteção de seu computador vai depender deste cuidado.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do ES - IFES. Consultor e Pesquisador nas áreas de Segurança Digital e Computação Forense. Coordenador do Laboratório de Segurança Digital e Perícia Computacional Forense – LABSEG. Integrante do Comitê de Tecnologia da OAB-ES. Instrutor na disciplina de Perícia Computacional Forense da Academia de Polícia Civil do ES – ACADEPOL. Instrutor da Academia de Computação Forense Livre. Membro do comitê técnico CB21/CE27 da ABNT sobre Segurança da Informação. Membro do Grupo de Pesquisa – Justiça e Direito Eletrônicos – GEDEL. Comentarista de Tecnologia da Rádio CBN, TV Gazeta. Articulista do Jornal A Gazeta, Revista ES Brasil e Portal iMasters. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet e Processo Judicial Eletrônico.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge