Esqueci a senha… E agora?

Senhas, senhas e mais senhas. Com informações importantes e sigilosas indo parar nos computadores é cada vez mais comum utilizarmos senhas para impedir o acesso não autorizado a arquivos e diretórios. O problema começa exatamente nesta hora. Com uma infinidade de arquivos, cada um com uma senha diferente, é muito fácil acontecerem confusões e perda de senhas. Situações nada agradáveis.

Nesta hora o que fazer? Contratar um hacker para invadir seu próprio sistema? Certamente existem algumas soluções mais simples. Se você realmente não tem a menor ideia de qual senha colocou no arquivo, alguns utilitários encontrados na Internet podem ajudar você a sair deste sufoco.

No site LostPassword (http://www.lostpassword.com), bastante organizado por sinal, estão disponíveis ferramentas para a recuperação de senhas de diversos tipos como arquivos do Office, Sistemas Operacionais, e até aplicações como o Microsoft Exchange. A grande maioria dos utilitários oferecidos nesta página são pagos..

O Password Recovery Software (http://www.elcomsoft.com/prs.html) é utilitário é bem completo e possui diversas versões específicas para cada tipo de arquivo que você deseja recuperar a senha. Inclui um dicionário com 129.000 termos em português (Brasil) para o teste de senhas com palavras conhecidas. Também é pago.

Estes sites também oferecem serviços de quebra de senhas. Basta você enviar o arquivo que eles fazem todo o trabalho para você.

Na próxima vez que você estiver em uma situação como esta, calma, respire fundo e saiba que tem solução. Basta ter a chave (ferramenta) correta.

Gilberto Sudre

Gilberto Sudre

Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Professor do IFES e coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense.. Coordenador do Cisco Academy Support Center Ifes-ASC. Instrutor da Academia Cisco. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Professor da EMERJ – Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro no Curso de Aperfeiçoamento de Magistrados – Cibercrimes. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA – High Technology Crime Investigation Association. Membro do Comitê Técnico CB21/CE27 – Tecnologia da Informação – Técnicas de Segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas técnicas). Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Comentarista de Tecnologia da CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

2 Comentários

  1. Mark Gonçalves

    Muito bacana, só faltou dizer que quanto mais complexo for sua senha mais difícil será de encontrar pois, dependendo do programa onde você perdeu a senha, somente por BruteForce para recuperar, isso demandará de horas, talvez dias, meses de processamento, dependendo da máquina e, com disse, da complexidade da senha, um arquivo zip, por exemplo, somente com força bruta, ou seja, testando senha a senha.

    • Exatamente Mark. Dependendo do tamanho e complexidade pode levar horas ou mesmo dias para encontrar a senha. Infelizmente a descoberta por tentativa e erro (brute Force) é isto mesmo. Grande abraço e obrigado pelo comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge