Porque os Smartphones não são tão rápidos como o seu computador

Os Smartphones evoluíram em capacidade de armazenamento, qualidade da tela, qualidade das câmeras e em muitos outros aspectos. Para uma comparação rápida, o iPhone 5S (lançado e 2013) é 1270 vezes mais rápido, tem 2.000.000 mais memória de armazenamento e é 286 vezes mais leve do que o computador a bordo do módulo lunar da Apollo 11 que levou o homem a lua.

Atualmente é comum encontrarmos Smartphones com CPUs octa-core (com muitos núcleos), com velocidades de mais de 2GHz, com 2, 4 e até 6GB de RAM. Então você deve estar se perguntando porque motivo continuam a ser mais lentos que o meu computador de mesa ou notebook?

Quem já navegou na Internet em um e outro sabe da diferença ao carregar uma página web ou executar uma função simples como enviar um e-mail.

O que vemos é que na prática, mesmo com estas configurações para lá de “robustas” os Smartphones dificilmente conseguem utilizar toda a sua potência disponível. Isto se deve principalmente às questões como limitações da energia disponível (infelizmente as baterias não acompanharam a evolução do hardware). Os projetistas dos novos Smartphones procuram otimizar ao máximo o o gasto de energia para tentar prolongar a autonomia tanto quanto possível, o que faz com que o hardware funcione apenas na velocidade necessária para atender suas funções (o chamado modo de baixa energia).

Em algumas situações o simples ativação da comunicação de dados em um Smartphone pode demorar quase 1 segundo até que a ligação com a rede de celular esteja pronta a transmitir.

Outra questão que limita o funcionamento do hardware na potência máxima por longos períodos é a dissipação de calor gerado pelos componentes eletrônicos que estão cada vez mais compactos em Smartphones lutando para serem mais finos.

Estas questões nos ajudam a entender porque motivo os Smartphones ainda não podem competir com nossos computadores que possuem dissipadores, ventoinhas e estão ligados à rede elétrica ou no caso dos notebooks a baterias de grande capacidade.

Gilberto Sudré

Gilberto Sudre

Perito e Assistente Técnico em Computação Forense. Professor do IFES e coordenador do Laboratório de Pesquisa em Segurança da Informação e Perícia Computacional Forense.. Coordenador do Cisco Academy Support Center Ifes-ASC. Instrutor da Academia Cisco. Instrutor da Academia de Polícia do ES na área de Computação Forense. Professor da EMERJ – Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro no Curso de Aperfeiçoamento de Magistrados – Cibercrimes. Membro da Sociedade Brasileira de Ciências Forenses. Membro da HTCIA – High Technology Crime Investigation Association. Membro do Comitê Técnico CB21/CE27 – Tecnologia da Informação – Técnicas de Segurança da ABNT (Associação Brasileira de Normas técnicas). Membro fundador do DC5527, grupo local da Conferência Internacional de Segurança da Informação DEF CON. Comentarista de Tecnologia da CBN e TV Gazeta. Autor dos livros Antenado na Tecnologia e Redes de Computadores e co-autor dos livros Internet: O encontro de 2 Mundos, Segurança da Informação: Como se proteger no mundo Digital, Marco Civil da Internet, Processo Judicial Eletrônico e Tratado de Computação Forense.

Website: http://gilberto.sudre.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge